Hiperplasia endometrial cística em ouriço-pigmeu-africano (Atelerix albiventris) – relato de caso

Útero de ouriço-africano. Setas evidenciando áreas de aumento de tamanho uterino, identificado no transoperatório

Resumo:
Uma fêmea de ouriço-pigmeu-africano (Atelerix albiventris) de dois anos de idade foi atendida em clínica particular apresentando hematúria persistente. Por meio de ultrassonografia abdominal, foram identificadas alterações sugestivas de aumento uterino, sendo indicada sua remoção cirúrgica. A anestesia foi induzida em câmara de isofluorano e em seguida mantida com inalação em máscara. Realizouse a ovariossalpingo-histerectomia, e fragmentos dos tecidos foram encaminhados para análise histopatológica. O tratamento pós-operatório foi feito com meloxicam, enrofloxacina e dipirona. A microscopia revelou metaplasia escamosa moderada uterina, hiperplasia pseudocarcinomatosa endometrial cística (HEC) e adenomiose moderada uterina. É fundamental a compreensão da morfofisiologia da reprodução de ouriços-pigmeus, não apenas pela demanda desses animais na rotina clínica, como para facultar avanços da patologia comparada.
Unitermos: Erinaceidae, cirurgia, útero, histopatologia
Autores

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Artigo completo disponível com a assinatura da revista, confira os valores: https://www.revistaclinicaveterinaria.com.br/blog/categoria-produto/assinaturas/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *