Destino e crenças

Celso Morishita

Gestor empresarial espiritualista 

celsomorishita@yahoo.com

 

Vamos falar mais uma vez do assunto do momento, a crise provocada pela Covid-19. Em uma breve análise dos afetados ou contaminados por ela, a primeira coisa que ressalta é que, embora as pessoas sejam infeccionadas pelo mesmo vírus, apresentam sintomas e níveis de agravamento que podem ser radicalmente diversos, indo de sintomas leves a casos graves, incluindo óbitos. A variação é determinada principalmente pelos níveis de imunidade de cada pessoa contaminada. E trata-se de uma variação decisiva, ou seja, enquanto uma alta imunidade traz apenas sintomas leves e despercebidos, a baixa imunidade leva a crises graves, que podem ser fatais.

O que faz uma pessoa ter uma imunidade mais baixa? Não é preciso refletir muito para perceber que a baixa de imunidade está muito associada à tendência a ter insatisfações, ressentimentos, mágoas, críticas, julgamentos, ansiedades, negatividade e pessimismo. São sentimentos intensos e persistentes, que vão drenando a energia da pessoa num grau bem maior do que se imagina.

Já as pessoas com alta imunidade caracterizam-se por ter sentimentos inversos, de gratidão, serenidade, humildade, positividade, otimismo, e por sempre oferecerem sorrisos ao mundo. Geralmente são pessoas mais espiritualizadas, mais atentas ao que acontece em seu interior, e que exatamente por isso têm melhores condições de perceber, analisar e cultivar sentimentos positivos, caracterizados pela riqueza de espírito e de coração.

Isso nos mostra até que ponto é crucial procurar neste momento estar atento aos nossos sentimentos e às nossas escolhas, mudando pensamentos, sentimentos e atitudes e tornando-os mais positivos. Numa hora em que essas escolhas se mostram tão decisivas, essa atitude parece ser o meio mais efetivo para aumentar ou manter nossa imunidade. Além de seu alto valor prático nesta crise planetária, trata-se de uma escolha nada trivial, pois está também na essência da busca pela espiritualidade.

A atenção ao nosso interior permite fazer melhores escolhas e cultivar atitudes e sentimentos mais positivos, que têm grande papel na preservação da nossa imunidade

A espiritualidade é um conceito que pode ser interpretado de muitas maneiras. Num sentido mais geral, é aquilo que nos direciona à crença ou à fé voltada ao divino e às forças invisíveis que atuam nas nossas proteções e providências, permitindo-nos acreditar em uma sabedoria espiritual e levando-nos a praticar certos princípios universais como a eliminação de carmas por meio de purificações e méritos, o que nos é proporcionado ao servir com altruísmo, amor e bondade as pessoas ao nosso redor.

Toda espiritualidade, quer seja mais formalizada ou brote apenas de um impulso interior quase instintivo, é caracterizada pela prática dos princípios universais focados em servir, apoiar, ajudar, evitando a postura de reclamar, culpar ou difamar os outros, buscando viver com satisfação, cuidando do meio ambiente, respeitando a natureza e os animais, enfim, buscando a felicidade que decorre de fazer o bem.

As pessoas espiritualizadas estimulam as demais ao seu redor a serem úteis, a praticar o servir, a nutrir e valorizar sentimentos positivos, e essas ações têm como resultado a melhora da qualidade dos próprios sentimentos, pensamentos, palavras, ações, hábitos, caráter e destinos.

Quando não sentimos estímulo para procurar um aprimoramento pessoal e uma maior espiritualização e deixamos que a nossa crença se assente apenas no que acontece por meio da força e da sabedoria humanas, limitamos nosso poder de desenvolvimento, tanto no trabalho como em nossa vida, e os resultados que possamos obter tendem a ser apenas temporários.

Em oposição, quando alinhamos as nossas forças humanas à crença de que existem sabedorias espirituais e forças ocultas e invisíveis de proteção e providências, obtemos uma força ilimitada no desenvolvimento do trabalho e da nossa vida, com resultados que às vezes até nos surpreendem, de tão extraordinários.

A vida é feita de escolhas, e elas determinam nosso destino. Portanto, vale muito a pena parar um pouco e refletir sobre nossas escolhas e crenças. Afinal, trata-se de algo fundamental para determinar um destino melhor para a nossa vida e a daqueles que nos rodeiam. O momento atual é especialmente propício e oportuno para essa reflexão.

Momentos de crise ressaltam a importância de adotar os princípios universais da espiritualidade, focados em servir, apoiar e buscar viver com satisfação, respeitando o meio ambiente, a natureza e os animais

Artigo publicado na Clínica Veterinária, Ano XXVI, n. 151, março/abril, 2021

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *